GINECOMASTIA

Ginecomastia é um aumento dos tecidos, tanto glandular como do estroma mamário no sexo masculino, que pode ou não ser acompanhado de tecido adiposo proeminente (lipodistrofia).

As causas são várias. Ao nascimento, as crianças do sexo masculino apresentam aumento das mamas por alguns dias, devido ao estímulo de hormônios placentários e maternos que regridem após alguns dias. Na puberdade e adolescência, provavelmente devido a um desequilíbrio dos hormônios pituitários, adrenais e testiculares, ocorre ginecomastia, que regride na maioria dos casos, em 24 meses e antes dos 21 anos de idade.

A persistência de ginecomastia após estas fases, pode ser devido a várias causas que devem ser pesquisadas. As principais causas são:

  • Fisiológicas: recém-nascido, puberdade, envelhecimento;
  • Patológicas: vários tipos de neoplasias e síndromes hormonais;
  • Medicamentos e drogas: vários medicamentos de uso corriqueiro causam ginecomastia e também algumas drogas como a maconha, a heroína e outras.
  • Outras causas: trauma mamário.

Frequentemente não conseguimos identificar a causa, e então denominamos de idiopática.

Tratamento

O tratamento pode ser clínico e cirúrgico.

O tratamento clínico é indicado nos casos onde se identifica a causa, mas na maioria dos casos, a solução é cirúrgica.

Recomendações pré-operatórias

  • Exames rotineiros pré-operatórios;
  • Suspender o uso de AAS e derivados, antiinflamatórios, corticóides (15 dias antes);
  • Suspender o cigarro para os pacientes fumantes (30 dias antes e 30 dias depois);
  • Avaliação cardiológica;
  • Em alguns casos, a avaliação prévia do urologista, do endocrinologista e do oncologista;
  • Na véspera da cirurgia: – fazer jejum de 8 horas
  • Raspagem dos pêlos da mama (tricotomia)
  • Internar na clínica com uma hora de antecedência;
  • Providenciar a compra de um colete cirúrgico.
  • Duas horas antes da cirurgia, banhar-se com sabonete.

Técnica Cirúrgica

A técnica empregada será decidida pelo cirurgião e sua equipe, conforme cada caso e discutida com o paciente. As incisões podem ser: transmamilar, infra-areolar semicircular, supra-areolar semicircular, em ômega, em ferradura, etc.

Anestesia

A anestesia empregada varia conforme a complexidade de cada caso. Pode ser anestesia geral, bloqueio intercostal, peridural alta ou local com sedação. Todas as opções são aplicadas pela nossa equipe de anestesiologistas, que monitoram todo o processo.

Pós-operatório

  • Repouso relativo nos primeiros 5 dias;
  • Banho com sabonete antisséptico após 24 horas da cirurgia;
  • Passar álcool 70% por sobre as fitas após o banho;
  • Uso do colete cirúrgico por um período mínimo de 30 dias;
  • Liberação para trabalho, dependendo de cada caso. Mínimo de 15 dias;
  • Atividades físicas (ginástica, etc.), após 60 dias;
  • Exposição da cicatriz cirúrgica ao sol (praia, piscina, etc), após 60 dias;
  • Massagem da cicatriz cirúrgica com óleos ou cremes de modo circular, após 7 dias;
  • Retirada de pontos: externos entre o 5- e o 8- dia e internos após o 15° dia.

Complicações

  • 1 – Hematomas
  • 2 – Seromas
  • 3 – Infecção
  • 4 – Anestesia da aréola
  • 5 – Sensibilidade dolorosa da aréola
  • 6 – Retração da placa areolar
  • 7 – Afundamento da placa areolar
  • Queloide, etc.

A maioria das complicações são passíveis de prevenção, sendo necessário disciplina por parte do paciente para seguir as recomendações do médico assistente. Há as inevitáveis e as fatalidades. Normalmente conseguimos tratar e reverter a maioria dos casos. A cirurgia plástica, por se tratar de uma especialidade onde os detalhes são importantes, quando necessário, indica-se refinamentos para se conseguir um resultado satisfatório.

Recomendações

  • Comparecer ao local da cirurgia 1 hora antes;
  • Comunicar qualquer anormalidade que possa ocorrer quanto ao seu estado geral até a véspera da internação;
  • Trazer os exames pré-operatórios no dia da internação.

OBS.: Os refinamentos quando indicados terão custo somente de materiais e medicamentos, caso seja necessária a intervenção do anestesiologista, será cobrada uma taxa para o mesmo, correspondendo à metade do valor da primeira cirurgia.